Alimentos integrais e naturais – será que realmente são benéficos à sua saúde?

MED CLÁUDIO AMORIM

A procura pela qualidade de vida se intensifica à medida do tempo, já que a população se tornou mais consciente da necessidade de se manter em boa forma e de também poder consumir alimentos mais nutritivos!

Então, de repente bate aquela fome no meio da tarde e você procurando secar medidas, logo pensa em consumir apenas 3 bolachinhas integrais ou comer uma barrinha de cereal, afinal, são alimentos indicados para quem quer emagrecer, certo? O que tem demais nisso?

O primeiro pensamento é que bem melhor do que comer um saco de batatinhas, é se alimentar de produtos como esses!

Só que a lista de alimentos que são considerados saudáveis e até em alguns casos, naturais, mostram que não são tão benéficos quanto se imagina!

Barrinhas de cereais

De fato, muito gostosas, essas barrinhas podem ser consumidas no meio do dia e até como lanche da noite. O grande problema é que segundo a gastroenterologista Jacques Matone – do Hospital Samaritano de SP, muitas dessas barrinhas possuem altos níveis de gordura saturada e altos níveis de açúcares também!

Por isso, seu consumo deve ser bem equilibrado!

Potinho de amêndoas, castanhas, nozes e etc.

Parece uma delícia hein? Crocantes... hum... só que essas sementes são muito ricas em nutrientes, em proteínas, vitaminas, zinco, selênio, cobre, magnésio e outros. Só que por serem muito ricas, se consumidas em excesso, acabam causando problemas para a saúde!

A regra do equilíbrio é sempre válida, até mesmo para os alimentos naturais.

Bolachas integrais ou sem glúten

Apesar de serem recomendadas para quem está tendo uma reeducação alimentar, essas bolachas contêm fontes de calorias e carboidratos.

E se consumidas em excesso, tendem a sobrecarregar o corpo com maiores níveis de glicose no sangue, forçando assim o pâncreas a trabalhar mais para equilibrar as taxas.

Leite sem lactose, pode?

Muita gente tentando emagrecer, opta por trocar o leite normal (rico em gordura), pelo leite sem lactose. Embora o consumo desse leite seja mesmo indicado para as pessoas que são intolerantes a lactose.

E por que somente esses indivíduos devem consumi-lo?

O fato é simples, segundo a própria Jacques como o leite sem lactose é tratado com a enzima lactase (que nos intolerantes há deficiência), nas pessoas comuns (sem a doença), acaba tendo o efeito de gerar um maior índice glicêmico. Estimulando dessa forma, o surgimento de diabetes em pessoas com predisposição.

Azeite... Hã? Como assim?

Como diz a história... tudo em excesso faz mal, até mesmo se você decidir tomar água demais, isso tende a lhe prejudicar! Isso porque o corpo precisa mesmo de equilíbrio, tanto em consumo, como em esforço físico!

Geralmente as pessoas que estão tentando emagrecer, costumam aproveitar o azeite que é bem indicado, para ter refeições mais saborosas. O problema não está no consumo dele, mas sim no excesso!

Ao regar as saladas e sua comida com muito azeite, você acaba deixando até mesmo a saladinha simples, muito calórica! Começa a entender o conceito de equilíbrio?

Agora, se você já cansou de todas essas promessas falsas de emagrecimento e de verdade quer perder peso, conheça o MED – uma fórmula transformadora de emagrecimento concreto, que te ensinará como ficar com um corpo mais magro e saudável!

Para emagrecer comendo de tudo e com saúde, comece a colocar em prática algumas dicas, CLIQUE AQUI e assista as aulas grátis. Acelere seu metabolismo e viva melhor.